Monday, August 03, 2009

O embrulho

Tenho pesadelos tremendos com aquelas senhoras muito tias que têm um programa na televisão em que mudam a casa das pessoas enquanto elas vão passar fins-de-semana descansadinhas no campo e nem sonham que, ao voltar, vão ter a sala pintada de cor-de-rosa com cortinados verdes e tapetes às bolinhas, um chão falso a ranger nos pés e tudo muito fashion, ai que giro, que ideia tão prática e original e barata e tudo e tudo, é só perder um tempinho a pintar os móveis de azul-bebé ou a forrar paredes com papel às flores e parece logo uma casa nova. Pronto, talvez não tenha pesadelos, mas dou graças a deus por não ter oportunidade de ir passar fins-de-semana descansadinha ao campo porque eu nem sei o que é que faria se algum amigo engraçadinho se lembrasse de pôr o querido na minha casa nada fashion que está há quase dois anos à espera de ganhar uns cortinados de jeito e uns tapetes e uns quadros que estão por aí mas nunca se penduraram nas paredes. No outro dia apanhei um desses programas em que essa tal senhora tia apresentava a decoração para uma festa de crianças no jardim, com uma mesinha amorosa com louças em miniatura, chávenas de chá e assim, ai que fofo, e um centro de mesa com chupa-chupas e vejam como é tão fácil fazer uma coisa diferente e as crianças adoram, não tem que ser tudo de plástico, dizia ela que nem deve ter filhos ou então tem uma criada que lava a loiça toda depois das festas dos putos, pois não, não tem que ser tudo comprado no supermercado, e eu só me ria de imaginar o vândalo do meu filho mais os amigos dele a brincar ao wrestling entre as almofadas cor-de-rosa colocadas em efeito de flor e a entornarem tudo e a perguntarem pelas batatas fritas e pelo sumo, que o meu filho não é lá muito requintado, coitado, não gosta de chá nem liga nenhuma a porcelanas ou a centros de mesa. Além disso, sempre gostava de ir ver aquelas casas todas um ano depois, a ver como é que as pessoas se dão com a decoraçãozinha colorida e com as coisas que hão de começar a sujar-se e a descolar-se e a estragar-se não tarda... pois, tá bem, não estou lá muito bem humorada, mas irrita-me esta coisa de as pessoas acharem que mudando o embrulho (seja a decoração da casa ou o nosso guarda-roupa) nos tornamos logo pessoas mais charmosas e felizes. Isto para não falar da incompreensível obsessão dos decoradores pelo verde-alface.

Labels: ,

16 Comments:

Blogger Mnemósine said...

Eheheh por acaso acho que a 'tia' tem filhas.
A mim o que me arrepia são aquelas salas muito cheias, com móveis a abarrotar de tralha em que ninguém mexe e que são alteradas para bonitas salinhas, com móveis baixos onde não vai caber nem a quinta parte do que lá havia. Imagino o que acontece à tralha depois, é que se não foram para o lixo até ali, não é nessa altura que vão!
Já as roupas novas não me importava nadinha de as ter.

12:05 AM  
Blogger Clara said...

Muito bom post.
E é q as casas ficam todas iguais, no programa inglês às vezes as pessoas detestavam o resultado e desatavam a chorar e tudo, cá são completamente dissimulados [ou mandam-nos dizer aquilo], felizes que estão por alguém lhes ter feito o favor de decorar a casa.

9:52 AM  
Blogger Princesa Amidala said...

Um programa "interessante" dentro deste género, é um que passa no People in Arts e é americano:
Destina-se a pessoas com sérias dificuldades económicas e é tudo em grande escala. As casas são todas demolidas, constrói-se de raíz, mais funcional e com o mínimo de bom senso, claro está...

12:05 PM  
Anonymous Raio-de-Luar said...

Amei o seu comentário. Trabalho na área da decoração, e este trabalho passa muito pelo diálogo com o cliente. Afinal a casa é dele e é ele que vai viver naquele espaço, logo o trabalho de decoração tem de ser um permanente diálogo entre o cliente e o decorador. A mim também me faz impressão o programa, pincipalmente quando estão os ditos decoradores a baberem sobre o seu brilhante projecto e se saem com comentários destes: "o sofá é branco porque eu gosto"!! Hellooooooo... sofá branco, numa casa de campo, cujos habitantes trabalhavam em fábricas e campo???!!! Ou por exemplo as salas atulhadas de coisas e depois a decoradora no fim diz: "a sra x vai ter de arranjar outro sítio para arrumar as coisas que estavam na sala, ou desfaz-se delas."
Realmente, há cada um...

12:12 PM  
Blogger Sabina said...

Post Genial. É exactamente isso e ainda o que a Raio Luar acrescentou. Fazem-se decorações que não têm nada a ver com as pessoas mas o povinho que é pobrezinho e poucachinho fica feliz.
Também gostaria de ver como é que essas casas estão um ano depois.

1:05 PM  
Blogger anareis said...

Querido(a) novo(a) amigo(a),estou precisando muito de novos amigos pra me auxiliarem no meu projeto. Estou criando uma minibiblioteca comunitária e outras atividades pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui na minha comunidade carente no Rio de Janeiro,eu sózinha não conseguirei,mas com a ajuda dos amigos sim. Já comprei 120 livros e também ganhei livros até de portugal dos meus amigos dos meus outros blogs que eu tenho no google: Eulucinha.blogspot.com ,se quiser pode visitar meus blogs do google,ficarei muito contente. A campanha de doações que estou fazendo pode doar de 10,00 a 30,00 no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 ou pode doar livros ou pode doar máquina de costura ou pode doar retalhos. Qualquer tipo de doação será bemvinda é só mandar-me um email para: asilvareis10@gmail.com , eu darei o endereço de remessa. As doações em dinheiro serão destinadas a compra de livros,material de construção,estantes,mesas,cadeiras,alimentos,etc. Se voce puder arrecadar doações para doar ao meu projeto serei eternamente grata. Muito obrigado pela sua atenção.

1:51 PM  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira said...

As tias são sempre insuportáveis, mas na silly season refinam-se

4:59 PM  
Blogger Rita said...

Mas o que eu mais gosto naquele programa é a escolha que fazem das casas para «redecorar». Ora são jardins de 400 metros quadrados em vivendas, ora são terraços na Av. de Roma, ora são quartos mosntruosos em casas de luxo. Um dia apanhei um numa zona qualquer num subúrbio, um rapaz que escreveu para lá porque a família tinha uma casa terrível e não tinha dinheiro para nada. E então lá foi o «querido» dar uma ajuda àquela família que coitadinha, vivia numa casa tão pobrezinha. E depois passaram à frente e voltaram à Av. de Roma.

10:39 AM  
Blogger Smart Cat said...

Eu normalmente rio-me ao ver esse tipo de programas.
principalmente naqueles em que as pessoas conseguem admitir que não gostam de alguma coisa tipo no peopleo and arts dá uns ingleses que de vez em quando as pessoas chegam a casa e têm casa pidériquice...CRUZES
e depois ouve-se um sonoro I HATE IT....e eu rio-me muito hahaha.
www.smartcatsblog.blogspot.com
depois vaior ver e comenta se puderes sim?? agradecido...

8:56 PM  
Blogger Smart Cat said...

Eu normalmente rio-me ao ver esse tipo de programas.
principalmente naqueles em que as pessoas conseguem admitir que não gostam de alguma coisa tipo no peopleo and arts dá uns ingleses que de vez em quando as pessoas chegam a casa e têm casa pidériquice...CRUZES
e depois ouve-se um sonoro I HATE IT....e eu rio-me muito hahaha.
www.smartcatsblog.blogspot.com
depois vaior ver e comenta se puderes sim?? agradecido...

8:56 PM  
Blogger Fofocas said...

Gata!!!
És um dos meus 10 blogues preferidos! Acabei de te "colar" o selo de Blog Preferido....!
Agora tens que por mãos à Obra!!!
BEIJOCAS DA FOFOCAS!!!

ps - nem de propósito escrevi também sobre este teu post; maravilhoso!!

6:58 PM  
Blogger Pinkk Candy said...

olá!
eu às vezes até gosto de ver esses programas :o)
sempre gosto de ver o antes e o depois! é que o antes às vezes "sefaxfavor" vamos fugir e já nem voltamos! lol

xoxo

7:10 PM  
Blogger JL said...

Sobretudo, a reacção dos «sortudos» ao verem a nova decoração é insuportavelmente constrangedora.

11:33 PM  
Blogger cdgabinete said...

estou absolutamente de acordo. engraçado... na minha casa tb tenho uma serie de quadros para serem pendurados, e não é que os quadros insistem em não se pendurar sozinhos?!

6:04 PM  
Blogger Avessa said...

Nem de propósito este fim de semana apanhei um episódio,e o que me ri com o enorme galinheiro em que transformaram o quarto da senhora! Hilariante. A cama transformada em gaiola, um pufe a imitar um ninho monstruoso (as almofadas eram os ovos)etc, etc. E tudo porque... a senhora tinha o azar de gostar de pássaros!!!

7:52 PM  
Blogger Mia said...

Clap Clap Clap!!
Medooooo que me "queridem mudei a casa"!

4:36 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home