Tuesday, March 25, 2008

Off/ On

Desligados. Durante uma semana não vimos televisão. Nem tivemos internet. Os telefones estavam lá mas quase sempre silenciosos. Faziam-nos falta uns dias assim, para descansar a cabeça e o corpo, para não pensar em nada. Sem pressas, sem termos que nos despachar a correr de manhã, os dias só pontuados pela hora do almoço e do jantar, que isto de fazer férias com uma criança e uma grávida esfomeada também não permite a anarquia total. Mas demo-nos ao luxo de comer no café da praia, de não nos chatearmos se o puto não acabava o arroz ou se não havia sopa, se apesar do frio e da chuva que às vezes caía ele insista em descalçar-se, arregaçando as calças e correndo nas poças de água com um sorriso de orelha a orelha, os dedos gelados, a areia molhada a entrar-lhe pelo casaco adentro. As constipações nem ousaram desafiar tamanha felicidade. E à noite havia sempre a lareira para nos aquecermos. Foi o tempo para carregar baterias. Havemos de precisar de muita energia nos próximos meses. Estas foram as nossas últimas férias a três e só tenho pena de não ter conseguido desfrutar tanto quanto gostaria - por causa da barriga que não me deixa correr com ele na areia nem estender-me na toalha nem ficar tanto tempo a brincar com os carrinhos e que me obrigou a levar uma cadeira para a praia, que deprimente, parecia uma velhota ali sentada de pernas abertas; por causa da barriga que me corta os movimentos e me turva a disposição, me dá azia e me tira a paciência (desculpa, môre, andei um bocado chata, não foi?). Apesar de tudo, no último dia, enquanto arrumavámos as malas e tentávamos fugir ao vendaval, o miúdo insistia em gritar (tudo agora é dito a gritar) que não queria voltar para Lisboa. É pequenino mas já percebe umas quantas coisas. Já passou. A semana acabou e lentamente voltamos às nossas rotinas. Quilos de roupa para lavar. Ir ao supermercado. Fazer o jantar. Voltar à escola. E ao trabalho. Ligar a corrente. Mas bem devagarzinho.

Labels: , ,

4 Comments:

Blogger SMS said...

É pequenino mas já sabe bem a diferença. E que diferença... Ligar a corrente é horrível. A minha já se ligou e eu odeio-a. Aguenta-te, amiguinha. Que a gente também está a tentar aguentar-se por cá. Mas não está fácil.

8:14 PM  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira said...

Pronto, está explicada tão longa ausência.(Cheguei a pensar que a culpa seria da "acorda de alho num dia cinzento...").
Parabéns ao seu pequenito que revela uma inteligência precoce ao recusar-se a voltar para Lisboa.
E quanto ao trabalho, regresse devagarinho, para evitar congestões.
Prazer em voltar a lê-la.

10:27 AM  
Blogger Marisa said...

Já tinha saudades de te ler :)
Essas escapadelas fazem tão bem. Ao corpo. À mente.
Ainda bem que te divertiste e que serviu para recarregarem as baterias.

3:08 PM  
Blogger misskitsch said...

Estou fascinada com este blogue, honestamente.
Adoro quando uma mulher é inteligente e bem humorada o suficiente para falar de coisas como gravidez e filhos, e tudo o mais, sem ser nos moldes "tradicionais"...

Parabéns!

11:06 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home