Sunday, November 08, 2009

A minha alma está parva

Vinda de um pequeno (pequeníssimo) período de férias, tinha planeado vir aqui falar-vos das maravilhas da vida ao ar livre, das bicicletas e das praias fora de tempo ou, então, para algo menos lamechas, insurgir-me contra a falta de moral e de vergonha na cara que impera neste país de doutores corruptos, mas eis que, enquanto me actualizava pela blogosfera, me deparei com um texto, uma espécie de texto, uma coisa escrita pelo director do sol e começou-se-me a dar uns calores logo no primeiro parágrafo e quanto mais lia mais me agoniava e eu já nem sei se me surpreende mais o tom com que fala da namorada do primeiro-ministro se as alarvidades que diz sobre os homossexuais, se me incomoda mais a estupidez ou a ignorância, se aquela de os filhos adoptados não são exactamente iguais aos outros ou a historieta fantástica do menino que via-se logo que era maricas pois em pequenino só queria brincar com tachos. A sério. Há muito tempo que não lia uma coisa assim tão absurda e ao mesmo tempo tão revoltante. Acho que preciso de mais uns dias de férias para recuperar disto...

Labels: ,

8 Comments:

Anonymous Ivone Gravato said...

Apoiado!!!

9:33 AM  
Blogger MaLLu said...

:)
É um texto completamente ridículo.
Eu quando li não queria acreditar. Não sei como se pode pensar assim...
Bjs

11:50 AM  
Anonymous Anonymous said...

Srá que pode colocar o link?

5:34 PM  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira said...

Como escrevi hoje no Rochedo, o homem é um cromo ridículo. O melhor remédio é rirmo-nos de tanta alarvidade, mas o que ele merecia mesmo era que a FC lhe desse um par de bofetadas.

5:42 PM  
Blogger Sofia Gaivota said...

Grotesco! Este Sr. acha que por ser director de um jornaleco pode dizer todas as barbaridades que lhe passam pela cabeça??? Aquela da "minha empregada trabalhava numa casa cujo menino brincava com bonecas....." Incrivel! Há imenso tempo que não lia algo tão básico e com tantas generalidades grotescas, como é possivel?!!

7:00 PM  
Blogger Sunrise said...

N li esse texto! Não consegues copia-lo e publica-lo no teu blog? Contudo, mesmo sem ler esse texto fiquei com a impressão que eram feitas as típicas interpretações do costume:

- Qdo era miúdo gostava de cor-de-rosa, logo será homosexual;
- Qdo era miúdo brincava com bonecas, logo será homosexual; (ainda que eu acho pouco vulgar e comum ver um menino brincar com bonecas);
- Etc.

De facto há muitas ideias pré-concebidas sobre a homosexualidade, mas cada um tem direito à sua. O importante é saber conviver com as diferenças ainda que possamos não aceita-las. Por exemplo, não vejo com bons olhos a prostituição, contudo sei que existe e tenho de viver numa sociedade onde há essa realidade. Civismo e respeito é o mais importante de tudo. Opiniões, hoje temos uma, amanhã podemos muda-la.

Beijos :)

9:26 PM  
Anonymous df said...

É muito complicado quando as pessoas se julgam donos da verdade,pq admitir não custa nada!
POde ser que Deus um dia lhe dê um neto 'diferente'! Conheço alguns!

9:29 AM  
Anonymous Anonymous said...

http://sol.sapo.pt/blogs/jas/archive/2009/11/06/A-homossexualidade-est_E100_-na-moda_3F00_-.aspx

2:11 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home