Tuesday, July 22, 2008

Terapia

Eu gosto de passar a ferro. Ou melhor: eu prefiro passar a ferro a ter que limpar o pó ou aspirar ou lavar a casa-de-banho. Eu até prefiro passar a ferro a ter que tratar da papelada dos impostos ou ir às finanças ou à reunião de condomínio. É isto. De todas as coisas chatas que há para fazer em casa, passar a ferro é até das mais divertidas. Posso passar a ferro enquanto ouço música ou vejo televisão ou converso com alguém. Enquanto penso na vida. As mãos vão mecanicamente esticando e dobrando a roupa mas a cabeça não pára. Decido o que vai ser jantar, faço mentalmente a lista de compras, tenho conversas imaginárias mas absolutamente decisivas com as mais variadas pessoas, do meu homem aos meus chefes, faço o balanço da semana ou do ano, tenho ideias para os presentes de natal, tenho ideias para posts (como se vê) e até tenho ideias para o trabalho, faço planos, encontro soluções para alguns problemas, tomo decisões importantes. Quando a pilha de roupa chega ao fim sinto-me aliviada como se tivesse ido a uma sessão com um psicólogo. Embora o corpo me diga que isto não foi exactamente o mesmo do que estar uma hora no divã.

Labels:

4 Comments:

Blogger Pimpinelas said...

Concordo completamente. Das tarefas domésticas, é a que eu prefiro fazer (com excepção de arrumar a casa).
:)

11:10 AM  
Blogger Mamie2 said...

idem, idem, aspas, aspas: subscrevo!

[mas prefiro mesmo pagar no fim do mês para não ter de fazer nada disso :P]

Bjocas

3:01 PM  
Blogger G_ticopei said...

Eu não eplicaria melhor este meu gosto por passar a ferro. :) Também pertenço a esse clube.

8:53 PM  
Blogger Carlos Barbosa de Oliveira said...

E ainda por cima, é muito mais barato!

11:05 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home