Friday, January 27, 2012

T.P.C.

Na reunião de pais no outro dia houve uma mãe que disse que achava que os miúdos deviam trazer mais trabalhos de casa. Eu nem disse nada. Ali já todos sabem que eu sou a mãe que está contra os trabalhos de casa. Uma ave rara é o que sou. Uma espécie de freak-neo-hippie que acha que os miúdos devem aproveitar o fim-de-semana para brincar. Naquele dia calei-me. Mas não sei se irei aguentar por muito mais tempo. Ora vejam só os trabalhos que a minha criança de sete (quase oito) anos tem para fazer esta semana:

- uma ficha de matemática com 4 páginas cheias de problemas com euros e cêntimos, metades e terças partes e assim
- fazer e estudar as tabuadas do 2, 3, 4, 5 e 10
- 2 páginas de exercicios sobre plantas
- 2 páginas de exercícios sobre animais
- 1 texto para ler e 2 páginas de exercícios sobre o texto
- uma redacção sobre o animal preferido

Isto é coisa para demorar no mínimo três horas, entre sábado e domingo, e isto se eu a meio me for lá chatear para ele se apressar em vez de estar distraído a morder o lápis.

Mas diz que é assim que eles aprendem desde cedo que a vida é difícil, ouvi naquela reunião.
Será mesmo?

Labels: ,

14 Comments:

Anonymous Anonymous said...

A minha filha está na 1ª classe (ou modernamente 1ºano) e na escola dela é regra NÃO trazer trabalhos para casa. Apenas trazem quando até 6ªf não acabaram as fichas que deveriam ter feito na escola e no máximo de 3 fichas. E tem sempre a nota em baixo "só fazem os alunos que os pais assim o entenderem"
Concordo plenamente porque já têm tão pouco tempo para brincar e já passam tantas horas na escola...

Sofia

12:22 PM  
Anonymous Anonymous said...

Olá! Não te preocupes que não és ave rara. Eu tb sou contra os trabalhos de casa, ou melhor, acho que os professores até podem mandar alguma coisita para eles fazerem em casa mas só com o objectivo de os responsabilizar e nada mais. A minha I., rapariguinha de 6 anos e meio, nas férias do Natal tb trouxe uma catrefada de trabalhos. Conclusão, não fez nem metade. Ora bolas, são férias ou não são? Ainda por cima, nem eu nem o meu marido, não estivemos de férias. Inclusive trabalhei dia 23 e dia 31 de Dezembro. Há professores que não têm mesmo bom senso, bem como certos pais! Enfim.
Bjocas e bom fds.
Cati

12:22 PM  
Blogger Brown Eyes said...

Sou-te sincera, ainda não cheguei a essa fase pois a minha Bébécas ainda só tem 18 meses. Mas sinceramente acho que um trabalhito simples, até vai. Mesmo para nós pais estarmos com eles e ver as dificuldades que têm, agora, testamentos, era o que faltava. Os professores estão a ser pagos para isso mesmo, fazerem o trabalho deles e não o descartarem para casa.

1:02 PM  
Blogger Penelope said...

Olá,
Costumo ler o seu blog e gosto muito, desta vez decidi comentar.
Dei aulas ao 1º Ciclo durante alguns anos, e optei sempre por na 1º reuniãocom os pais dar a escolher a estes, individualmente, se queriam que os filhos levassem ou não trabalhos de casa.
A experiência mostrou-me que os que os pais decidiram queos filhos tinham TPC's as crianças tinham sempre um aproveitamento superior aos outros, ou seja porque os trabalhos de casa são a consolidação daquilo que é dado na aula, como por exemplo é o caso da leitura. Uma criança não lê o suficiente na sala de aula para fazer o treino da leitura.
Também é preciso não esquecer que se eles no 1º ciclo não tiverem TPC's , quando chegarem ao 2º e 3º Ciclo obviamente vão ter mais dificuldade em estudar para os testes das várias disciplinas porque não tem metodo nem hábitos de estudo em casa.
No meu parecer os TPC's devem ser enviados só 2 vezes por semana e numa quantidade pequena de fichas, porque eu sei que nós pais não precisamos de mais esse stress...

3:01 PM  
Anonymous Maria Sousa said...

Eu como professora não acho nada que é falta de bom senso mandar tpc. Em doses normais, claro.
A vida é mesmo difícil!
Depois é vê-los nos ciclos seguintes a não quererem e a não fazerem nenhum!Fala a experiência...nesses ciclos seguintes.

9:03 PM  
Blogger a mãe said...

Tenho uma filha no 3º ano e concordo que hajam trabalhos de casa.... em doses moderadas como é obvia. Mas sou apologista de que se deva practicar aquilo que é ensinado em sala de aula. Talvez tambem por ser professora consiga perceber melhor as colegas que enviam tpc´s.... nao entendo contudo, os tpc´s exagerados que roubam mais de 1h ao fim de semana as crianças.

8:59 AM  
Blogger Ana Rute Oliveira Cavaco said...

Os T.P.C. não servem para ensinar desde cedo que a vida é difícil... Servem para ensinar hábitos de trabalho. Para depois quando andarem no 5º, 7º, 9º e 12º ano e pegarem com naturalidade nos cadernos e estudarem a matéria. É para isso que servem, e eu sou completamente a favor.

2:57 PM  
Anonymous Sonia said...

Os tpc servem realmente para consolidar a materia tem é de ser em atenção a quantidade. Lembro-me que enquanto estudante do 1ºciclo minha professora mandava trabalhos mas poucos. Já do 5 ao 12º ano acho que os professores se esquecem facilmente que não temos so uma mas 9 disciplinas e chegam a enviar várias paginas de tpc e varias disciplinas ao mesmo tempo par o dia seguinte e isso já é um exagero. Uma coisa é trabalharmos em casa e prepararmos a faculdade e os exames outra é serem todos os dias assim. Até porque basta lembrararem-se que se fartam de dizer aos miudos que o estudar é o trabalho deles mas esquecem-se que enquanto adultos saimos do trabalho e ele não vem conosco (no geral), logo com os miuos deveria ser assim também.

5:18 PM  
Blogger Juanna said...

Acho óptimo haver tpc's mas isso que comentas é um exagero. Há dias em que a minha traz uma mísera ficha de 4 perguntas de matemática e meia dúzia de perguntas de língua. E chamam àquilo tpc's?

É preciso considerar que (falo da minha filha) estão na escola das 9 às 16, tendo 30 minutos de intervalo de manhã e 2h para almoço. Ou seja...4 horas e meia de aulas por dia.

11:10 PM  
Anonymous Sílvia said...

A vida é efectivamente difícil, e quando eles chegarem ao secundário esse hábito dos tpc irá compensar. Aqueles que não os têm não estarão minimamente preparados para essa etapa - secundário/ faculdade - mas claro que há quem não precise de estudar e já saiba tudo. Assim como há aqueles que mesmo estudando muito não dão uma para a caixa, nem todos podemos ser doutores!
Resta saber de que forma quer educar os seus filhos.

6:38 PM  
Blogger Patty said...

Os meus filhos sempre tiveram TPC, mas sempre os fizeram sósinhos, desde o primeiro dia do primeiro ano. O que eu lhes dizia é que estava por perto para tirar alguma dúvida que surgisse, mas fazê-los o melhor que podiam era responsabilidade deles. E nunca os corrigi, pois só assim a professora poderia saber se eles estavam a perceber bem a matéria ou não. Cá por casa correu bem, sempre cumpriram as obrigações sem qualquer stress, e são óptimos alunos, já no secundário.

8:41 PM  
Anonymous Susana canhola said...

Concordo com o que escreveu. Ainda esta semana isso aconteceu com a mais nova que está no primeiro ano. Confesso que não é habitual, mas o que é certo é que demoramos imenso tempo e foi mais tarde do que o habitual dormir.

7:49 PM  
Anonymous Anonymous said...

Coitadinhos dos meninos que têm muitos trabalhos de casa! É por isso que são facilmente ultrapassados pelos alunos que chegam da Rússia, onde o ensino é mais rigoroso. Poupem as criancinhas, pobrezinhas! Ponham-nas em redomas e de hoje para amanhã estão a bater-vos! O professor é que sabe! Que mania de agora todos se quererem sobrepor ao professor! É por isso que chegam à escola e fazem tudo o que querem! Já se esqueceram que já foram crianças? Como era no vosso tempo?

5:08 PM  
Blogger Kella said...

Olá!
Achei um exagero que o meu filho durante todo o primeiro ciclo, tivesse imensos tpc, os quais lhe ocupavam cerca de duas horas por dia, para além das cinco que já passava na escola. Agora que já está no sexto ano, contudo, verifico a utilidade dos mesmos. O meu filho ganhou bons hábitos de estudo e tem tirado notas excelentes. O meu segundo filho, no terceiro ano, tem uma professora que apenas manda tpc duas a três vezes por semana e apenas uma página ou duas de cada vez. Claro que por comodismo meu prefiro assim pois já tenho trabalho de sobra com o mano e ainda com uma filha de 4 anos a precisar de muita atenção. Assim sendo, claro que a minha opinião como mãe está dividida. Agora, como professora que sou, claro que defendo que se deva enviar algum trabalho para casa uma vez que nas aulas não se consegue fazer tudo e é com esse auxílio que a matéria fica consolidada. Por outro lado, há sempre aquelas crianças rápidas e despachadas a quem o tpc não demora a fazer e outros, como os meus filhos por exemplo, que são mais lentos e necessitam de supervisão.

6:47 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home