Wednesday, November 03, 2010

Faz-de-conta

Em casa da vovó Ana podíamos calçar sapatos de salto alto e pontas bicudas. Também havia vestidos de dama antiga, vestidos de noiva e combinações acetinadas que usávamos como se fossem vestidos de noite. Brincos de mola, colares, pregadeiras. E, às vezes, um baton para nos tornarmos verdadeiras senhoras. Em casa da vovó Ana era carnaval sempre que queríamos e nunca ouvimos um não faças, não mexas, não estragues. Brincávamos ao faz-de-conta tardes inteiras e brincámos até muito tarde nas nossas vidas, o que, aparentemente, não nos fez mal nenhum.
Cá em casa não há vestidos de dama antiga mas também não precisamos. Temos outras coisas. Roupas de batman, super-homem e homem aranha, roupas de bruxo e de palhaço, mais chapéus, capa de vampiro, correntes, pulseiras, tintas para a cara. De vez em quando, um deles lembra-se de ir à gaveta das máscaras. Espalham tudo pelo quarto. Vestem e despem. Experimentam. O António fica triste porque há fatos que já não lhe servem. Improvisam. Inventam. Com um pouco de imaginação e uma espada, o batman transforma-se em zorro. Vão buscar luvas, gorros e cachecóis. Isto para não falar dos equipamentos do sporting e do brasil e até do fato do karaté, que também entram neste rol.
Deixá-los brincar. Claro que nem sempre me apetece, ou não me dá jeito. Há dias em que preferia mesmo que ficassem quietinhos, que não desarrumassem. Mas depois lembro-me que eles não têm uma vovó Ana nem um armário cheio de sapatos de salto alto que já ninguém usa. Deixá-los brincar. Pôr um chapéu de bruxa na cabeça e entrar na brincadeira. Controlar os danos, para que não haja muitas asneiras. E o resto logo se vê.

Labels: ,

3 Comments:

Blogger Crente said...

Ando cada vez mais tentada em fazer o Cantinho dos Disfarces no quarto do Mister. Lembro-me de ter um no infantário onde andei e era uma delícia... estás a dar-me ideias.
Obrigada

11:22 AM  
Blogger Mãe M said...

as minhas meninas (5 e 2 anos) têm um cesto cheio de tralha de carnaval, sapatos de ballet velhos, chapéus e afins. Ando a considerar no Natal ainda acrescentar qq coisa pirosa ao rol. :) São as duas vedetas, a crescida faz as cantigas (uma futura grande compositora) e a pequena dança (um qq gene brasileiro q desconheço pq n lhe revejo o dom). E passam tardes e dias disto. O drama enfiar tudo no único cesto para o efeito! Chatisse! :D (desculpa a invasão :))

3:37 PM  
Blogger lisbon new-yorker said...

A minha avó Guida também é assim...devo grande parte da minha imaginação às tardes passadas a fingir que era outra pessoa, vestida e maquilhada a rigor :) saudades!

http://lisbonnew-yorker.blogspot.com/

9:46 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home