Sunday, October 12, 2008

Coisas de nada

O meu quotidiano está cheio de pequenos gestos. Emparelhar as meias, dobrar as cuecas, sacudir as migalhas da torradeira, mudar o saco do aspirador, fazer o café, ferver a água para os biberões, esterilizar os biberões, arrumar as gavetas, arrumar os armários, separar os jornais para reciclar, carregar as pilhas da máquina fotográfica, estender a roupa lá fora, mudar a roupa para dentro por causa da chuva, deitar fora os remédios que estão fora do prazo, fechar o gel de banho, fechar o champô. O meu quotidiano está cheio de pequenos gestos. Pequenos nadas. Quase passam despercebidos. O meu homem julga que eu passo o dia recostada no sofá a ver televisão. Surpreende-se quando está um dia inteiro comigo em casa: mas tu não te sentas, mulher?, o que andas a fazer? Tanta coisa. Apanhar os carrinhos espalhados pela casa, escolher a roupa do miúdo, pôr o bebé a arrotar, bater as almofadas, mudar as toalhas da casa-de-banho, endireitar as molduras, limpar a bancada, encher o açucareiro, arejar os quartos, organizar os álbuns de fotografias, aspirar atrás do guarda-fato, arrumar os papéis, deitar fora as facturas de 1999, organizar os livros na estante, guardar os cobertores quando chega o verão, limpar o aquecedor quando começa ficar a frio. Picuinhices? Para dizer a verdade estas tarefas parecem menores. Não podem sequer entrar na nossa divisão de tarefas, do género tu lavas a loiça e eu trato das minhoquices. Não iria funcionar. Mas.. e se eu não as fizesse? Se não verificasse sempre se há rolos extra de papel higiénico na casa-de-banho? Se não lavasse os casacos que estão há meses no benagaleiro? Se não fizesse a lista de compras? Se não me lembrasse de comprar o detergente? Se não trocasse os panos da loiça quando já começam a cheirar mal? Se não deitasse fora o pão bolorento? Se não tirasse das gavetas a roupa que já não serve aos miúdos? Se não lhes arranjasse roupa nova para eles vestirem? O meu quotidiano está cheio de pequenos gestos. Coisas de nada. Mas são esses nadas que mantêm a engrenagem a funcionar. E fazem com que a [vossa] vida pareça tão fácil.

Labels: , ,

20 Comments:

Blogger @na said...

pequenos nada que se enchem de significado apenas quando ninguém os faz. É o lubrificante da engrenagem.

12:10 AM  
Anonymous Elsa A said...

E pronto. Fiquei sem palavras. Eu que às vezes até tenho a mania que jogo bem com elas.Fiquei sem palavras porque tudo o que sempre pensei sobre a "divisão de tarefas" ficou dito neste post. Porque tantas vezes penso no dia que terminou e me lembro de quando passava o dia sem perceber "por que raio a minha mãe não pára um segundo". Porque só agora percebo e nunca o consegui verbalizar.Finalmente alguém o disse e escreveu - obrigada!

12:12 AM  
Anonymous Anonymous said...

venho visitar o blogue todos os dias. Faz parte da minha rotina.... É engraçado, esta sou eu! Mas o mais engraçado é que são os gestos que mais gosto, que me fazem sentir essencial nesta família. O jantar, a louça passava bem sem eles. joanamoreira@jsilvamoreira.pt

8:59 AM  
Blogger Joana Pestana said...

Esses pequenos nadas conseguem passar mesmo despercebidos...
Excepto quando ninguém os faz.
É nessas alturas que nos admiram como se fossemos umas super mulheres: "mas como tens tempo para fazer isso tudo???"

9:29 AM  
Blogger Menina said...

Isto não devia estar aqui, mas sim num jornal. Na primeira página. Porque penso que faltarão ainda uns 50 anos até chegarmos a essa "suprema divisão de tarefas". As coisas que ninguém vê, mas que todos sentem falta.

10:21 AM  
Blogger Ana Rangel said...

Eu acho sempre que o que eu faço não se vê e descubro que há mais quem pense assim... :)

10:26 AM  
Blogger Ana Rangel said...

This comment has been removed by the author.

10:26 AM  
Blogger KITTY said...

Como eu te compreendo. Vivo com o meu namorado que deve ter a ilusão que essas coisas aparecem feitas! Não há meio de ele perceber o tempo que se perde com essas "coisinhas de nada" e que por sinal acabam por cansar. Também já tentei dividir essas tarefas mas não dá...

*BJS*

10:48 AM  
Anonymous Anonymous said...

Lindo, lindo! Tal e qual por aqui...

2:05 PM  
Blogger Cristina said...

Muito bem observado!

:)

Cristina

3:25 PM  
Anonymous Anonymous said...

Não te esqueças do IRS!!!!
bjs
H.P.

4:14 PM  
Blogger Noc@s said...

É incrível, mas ao ler o teu post fiquei muito feliz, pois eu consigo "dividir" esses nadas lá em casa. Não sei bem como, nem porquê, e creio até hoje nunca tinha pensado nisso, mas efectivamente funciono assim com o husband. Se há roupa para apanhar, se ficou a casa de banho sem rolo de papel higiénico, se se tem que mudar o saco do aspirador... Quantas e quantas vezes não sou eu que o faço e quantas e quantas vezes o faço eu... E "ninguém" dá por isso. Obrigado pelo teu post. :-)

6:22 PM  
Blogger joana said...

Nem mais!
Nada a acrescentar!
Bjs

6:57 PM  
Blogger InêsN said...

vou dar isto ao meu gajo para ele ler...

11:23 PM  
Blogger macaca grava-por-cima said...

CLAP CLAP CLAP!!! A sério... As vezes que eu já tive esta mesma reflexão... Obrigada por tê-la posto em palavras!

10:05 AM  
Anonymous andreia said...

Nem mais,o meu dia também é cheio desses "pequenos nadas",e só dão conta deles se eu não os fizer.
Gostei muito do texto.
Andreia

www.cheiroabaunilha.blogs.sapo.pt

10:54 AM  
Blogger Ana Rute Cavaco said...

é.

11:53 AM  
Blogger eMe-a-eMe said...

excelente post.

7:44 PM  
Anonymous Filipa said...

Gostei muito deste post, mas tenho a mesma experiência da Nocas: eu também consigo dividir estes pequenos nadas com o meu marido, de uma forma muito satisfatória. Tenho dois filhos rapazes que vou ensinando a fazer também os seus pequenos nadas, e espero que eles aprendam com esta partilha, a fazerem o mesmo mais tarde. Se mais mães fizessem o mesmo, talvez as suas filhas não viessem a queixar-se tanto... às vezes não são tanto os homens que não querem partilhar tarefas, são mais as mulheres que não os deixam (gostam do exclusivo, não confiam na delegação, gostam de cobrar a posteriori), são elas as primeiras machistas.:)

10:55 AM  
Blogger Tânia said...

Muito bom, mt bom mesmo

2:52 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home