Monday, June 25, 2012

Que bom descanso

Quando trabalho no fim-de-semana depois costumo folgar só na quinta e na sexta-feira, é um bocadinho puxado mas assim junto as folgas ao fim-de-semana e consigo descansar mais. Por exemplo:

Quinta-feira, dia 1
acordar (7.30), estender a roupa (tenho a tarifa bi-horária, lavo a roupa durante a noite), despachar os miúdos e levá-los à escola (9.00), seguir para o colombo para aproveitar as promoções e comprar ténis para eles na sportzone, atravessar tooooodo o colombo para ir à retrosaria comprar daquelas fitinhas para marcar a roupa, ir ao continente comprar comida. voltar para casa (11.30),  fazer sopa e lasanha para o jantar, almoçar umas coisas quaisquer, apanhar a roupa, arrumar a casa, ir buscar o sobrinho Alex ao comboio (15.00), voltar ao colombo para comprar uma coisa de que me tinha esquecido, parar na bomba para pôr gasolina, ir buscar os miúdos à escola (16.00), ir ao parque jogar à bola durante mais de uma hora,  passar por casa para repor as energias, sair com os três rapazes para casa de amigos (19.00) para ver o futebol, gritar por Portugal, voltar para casa (22.30), acalmar a rapaziada e pôr os três a dormir (23.30).

Sexta-feira, dia 2
o António acorda às 7.30 como se nada fosse, o Pedro e o Alex acordarm às 9 e pouco. reunião na cozinha para decidir o que vamos fazer. chegar  à praia de Carcavelos (11.00) correr, jogar à bola e brincar nas ondas. voltar para casa (13.00), dar banho aos miúdos, almoçar o resto da lasanha, arrumar a cozinha e outras coisas (há sempre coisas para arrumar, é incrível) enquanto eles jogam playstation. levar o Alex ao comboio (16.00), voltar para casa, tomar banho, o secador do cabelo avaria enquanto estou a tentar esticar o dito, ainda assim preparamo-nos para o lançamento do livro da Sónia (18.30). os meus filhos mostram o seu lado pior e correm por toda a fnac do chiado, tenho suores frios por causa dos nervos mas lá digo o que tenho a dizer, vamos jantar ao terreiro do paço (20.30), os meus filhos continuam imparáveis. voltar para casa com os putos a adormecer no carro (00.00).

Sábado, dia 3
o António acorda às 8.00 como se nada fosse, o Pedro acorda às 10.30 (vá lá!). Fazer uma bôla de carne e uma catrefada de sandes de queijo para a festa da escola. descobrir que a velocidade espiga da bimby não está a funcionar e temer o pior. rezar pela bôla de carne. dar banho aos miúdos, tomar banho, fazer o almoço, almoçar cedo. a bôla de carne está estranha mas safa-se. sair de casa (13.15) para um compromisso familiar inadiável. voltar para casa (16.00), apanhar os sacos de comida e máscaras para a festa da escola (17.00). festa animada e barulhenta. voltar para casa (22.00), dar um pacote de leite a cada um e pô-los na cama (22.30). esperar um bocadinho só para não dizer que me deitei antes das 23.00.

Domingo, dia 4
o António acorda às 9.00 (um bocadinho melhor), o Pedro acorda às 10.30 (meu lindo). estender a roupa outra vez. mudar os lençóis das camas. passar a manhã a colar etiquetas em roupa das crianças. sair de casa para almoçar em casa da avó (12.00). descansar um bocadinho depois do almoço, que também mereço. sair de casa que as crianças já não se aguentam (16.00), andar de bicicleta e jogar à bola. no regresso, passar no fonte nova para tirar fotocópia do cartão do António, esperar 20 minutos na fila da loja de fotocópias. voltar para casa (19.00), dar banhos, apanhar a roupa, fazer a mala com o António e a mochila com o Pedro, o que demorou mais de uma hora (é preciso deixá-los serem eles a fazer as coisas, dizem os especialistas), jantar a comida que trouxemos de casa da avó, graças a deus, arrumar a cozinha, deitá-los (21.30 - às 22.00 já estavam a dormir), arrumar mais um pouco. verificar novamente se não falta nada nos sacos. ver um filme parvo na televisão. dormir (00.00)

Segunda-feira, o regresso
acordar inexplicavelmente às 6.00. levantar às 7.15. tomar banho, estender a roupa outra vez. acordar os rapazes. despacharmo-nos e sair de casa com milhentos sacos. chegar à escola (8.30). dizer adeus ao Pedro que vai para a praia (9.00), dizer adeus ao António que vai para a semana de campo (9.30).
Ir trabalhar. Ou seja, descansar um bocadinho, finalmente.

Labels: , ,

2 Comments:

Blogger Juanna said...

Ainda ontem me ria com o meu marido enquanto falávamos das férias. Quais férias?

Mas vai ser tãooooo boa a lufa-lufa das férias.

3:47 PM  
Blogger Ana said...

Gostei muito de ver o seu diário destes dias. Podia ser o meu... Com a diferença que são sempre três filhos, cão, gato e tartaruga.
Na ultima linha escreveu exactamente o que eu sempre digo e ninguém acredita: vou trabalhar para ver se descanso um bocadinho!
Beijinhos

6:58 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home